06
jan

PISO VINÍLICO x PISO LAMINADO

É fato que o aspecto da madeira deixa qualquer ambiente mais aconchegante, uma vez que traz a sensação de aquecer o ambiente. Mas na hora de escolher o piso para sua casa, não necessariamente a madeira maciça cumpre esse papel. Pensando na praticidade e na sustentabilidade, existem variadas opções com padronagens muito próximas da madeira, como o piso vinílico e o laminado.

Esses tipos de pisos são de fácil instalação, limpeza e conforto termoacústico. Eles são ótima alternativa para quem gostaria de ter um material nobre, como a madeira, porém conta com orçamento mais justo. Mas qual a diferença entre eles?

O piso vinílico é produzido com resina de vinil (PVC), o que o torna mais resistente à umidade. Sua superfície é texturizada e estampada, de modo a imitar outros acabamentos. Ele sai de fábrica protegido por resina de poliuretano, o que evita manchas e facilita a limpeza.

Quanto a instalação, o piso pode vir em placas, réguas ou mantas, exigindo portanto colocações diferenciadas em cada caso. Porém, existem também as réguas vinílicas com encaixe macho e fêmea (também conhecido como clique), que dispensa cola na instalação (instalação flutuante). As vantagens desse tipo de piso é a absorção acústica e térmica – não aquecem tanto no calor nem esfriam no inverno. Além disso, podem ser instalados sobre outros revestimentos, como a cerâmica e porcelanatos. Caso seja aplicado no contra piso, este deve estar liso, seco, novelado e com baixa porosidade. Como a maioria dos revestimentos, requer um cuidado para não riscar se a abrasão for muito grande. Caso aconteça, a régua ou a placa danificada pode ser trocada. Por isso, na hora da compra, é aconselhável comprar uma porcentagem a mais para essas situações.

O piso laminado, por sua vez, é um piso constituído de lâminas de madeiras em larguras e comprimentos variados. Sua composição pode variar de acordo com o fabricante, mas as quarto camadas básicas que o compõe são, de baixo para cima: balanço, substrato HDF-H, laminado decorativo e overlay (resina de melamina), esta última aplicada para proteção.

Importante explicar que quanto mais denso for o substrato, mais resistente será o produto final.
É funcional como isolante térmico, e principalmente acústico.

O piso laminado segue a mesma linha do vinílico quando pensamos na questão de fácil instalação, limpeza e manutenção. O encaixe macho e fêmea, citado anteriormente, é a forma mais comum de instalação, mas não dispensa a cola em todos os casos. A ideia de sustentabilidade aqui não é deixada de lado – as placas são compostas por compensado, da qual a maioria dos fabricantes já adotou o uso de madeira reflorestada de florestas certificadas.

Bem como o vinílico, os cuidados devem ser mantidos para não riscar o piso laminado. Ele também pode danificar, se exposto a umidade constante. Este tipo de revestimento, também tem tendência a deformar devido ao calor e à pressão em excesso.

Tanto os pisos laminados como os vinílicos podem ser encontrados na Adornié ambientes, onde a Vintage Floor oferece os mais diversos estilos e cores! Abaixo você confere algumas imagens inspiradoras do fornecedor:

PISO LAM 3

PISO LAM2

PISO LAMINADO 1

PISO VINI

TIPOS DE PISO